Publicações

 

ARBAROTTI, Alexsandro Elias. Formas de resistência e subjetividade na segunda geração de assentados da reforma agrária: uma análise de caso no interior do estado de São Paulo – Brasil. Cadernos de Campo (UNESP), v. 17, p. 49-58, 2013.

ARBAROTTI, Alexsandro Elias. Sobre o não futuro da humanidade no planeta terra (Resenha). REDD – Revista Espaço de Diálogo e Desconexão, v. 8, p. 1-7, 2014.

ARBAROTTI, Alexsandro Elias ; MARTINS, Rodrigo Constante. Disputas e hierarquias na construção da questão ambiental em assentamentos de reforma agrária. In: XII Congresso Luso- Afro- Brasileiro/1º Congresso da Associação Internacional de Ciências Sociais e Humanas, 2015, Lisboa. Livro de Atas do 1. o Congresso da Associação Internacional das Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa, 2015. p. 7128-7137.

CAMPREGHER, Raiza; MARTINS, Rodrigo Constante. A valoração econômica da água em contextos de ruralidade: síntese de estudos de caso. In: Anais do II Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente. São Carlos: UFSCar, 2013.

CAMPREGHER, Raiza; CARDOSO, Jessica Pires.Novas ruralidades e questão ambiental na Represa do Lobo/Broa. In: IV EICS – Encontro Internacional de Ciências Sociais, 2014, Pelotas/RS. Anais do IV EICS – Encontro Internacional de Ciências Sociais, 2014.

CAMPREGHER, Raiza. Discurso e apropriação do espaço na Represa do Lobo/Broa: estudo de caso sobre construção social do ambiente. In: III Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente, 2015, São Carlos/SP. Anais do III Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente, p. 40-60, 2015.

CAMPREGHER, Raiza. Dimensão discursiva das questões socioambientais: o caso da “contaminação” da Represa do Lobo/Broa. In: V Seminário Internacional do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar, 2015, São Carlos/SP. Anais do V Seminário Internacional do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar, p. 1-23, 2015.

CAMPREGHER, Raiza; MARTINS, Rodrigo Constante. Tantas verdades: os discursos científicos na construção social do ambiente. Revista INTERAÇÕES (Online), v. 17, n. 4, p. 729-744, out./dez.2016.

CAMPREGHER, Raiza; MARTINS, Rodrigo Constante. O “Modelo Broa” e a produção de conhecimento científico sobre o meio ambiente. In: Revista Desenvolvimento e Meio Ambiente (Online), v.40, p.329 -344/ abril.2017.

CARDOSO, Jéssica Pires. Ruralidades, gênero e meio ambiente: um estudo de caso através da memória dos idosos In: Encontro Internacional de Ciências Sociais, 2014, Pelotas/RS. IV EICS – Encontro Internacional de Ciências Sociais: espaços públicos, identidades e diferenças, 2014.

CARDOSO, Jéssica Pires. Os dilemas da modernização conservadora: um estudo teórico sobre as consequências socioambientais da transformação das bases produtivas rurais In: III Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente, 2015, São Carlos. III Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente – Ruralidades e Meio Ambiente, p. 61 – 80, 2015.

ESPINOZA, Rodrigo de Freitas; MARTINS, Rodrigo Constante. Discursos e posições de classe na governança das águas: notas e estratégias de interpretação. VI Congresso de Meio Ambiente da AUGM, São Carlos, 2009.

GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi; MARTINS, Rodrigo Constante. Estratégia interpretativa das redes de poder envolvidas no Programa Estadual de Microbacias Hidrográficas do Estado de São Paulo. Anais do II Seminário Nacional Sociologia e Política, UFPR, Curitiba, 2010, v. 10

GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi. Além do financiamento: uma análise das propostas do Banco Mundial para o desenvolvimento rural. Anais do I Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente. São Carlos, 2011.

GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi. Pobreza rural: entre o debate acadêmico e as políticas públicas.Anais do II Seminário do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar. São Carlos, 2011

GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi ; MARTINS, Rodrigo Constante. Territorialization of environmental public policies in rural areas of the state of São Paulo. In: XIII World Congress of Rural Sociology, 2012, Lisboa. Proceedings of XIII Congress of Rural Sociology. Lisboa, 2012. v. 1. p. 1-22.

GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi. Discursos e sentidos do desenvolvimento rural sustentável numa política financiada pelo Banco Mundial. In: XXIX Congreso de la Asociación Latinoamericana de Sociologia, 2013, Santiago, Chile. Anais do XXIX Congreso ALAS Chile. Santiago, 2013.

GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi ; MARTINS, Rodrigo Constante. Da mercantilização da natureza à criação de mercadorias verdes. REDD – Revista Espaço de Diálogo e Desconexão, v. 8, p. 1-18, 2014.

GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi. Percuros do “Desenvolvimento Rural”: uma análise de propostas perito-normativas. Revista IDEAS (Online), v. 8, p. 225-263, 2014.

GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi. A inteligibilidade dos discursos que constroem o etanol como um “produto sustentável” no Brasil. E-Latina (Buenos Aires), v. 14, p. 49-59, 2016.

LIMA, Márcio Junior Teixeira de; MARTINS, Rodrigo Constante. Política e tecnociência na gestão ambiental. VI Congresso de Meio Ambiente da AUGM, São Carlos, 2009

LIMA, Márcio Junior Teixeira de. Redes sociais e mobilização de capitais em comitê de bacia hidrográfica. In: Seminário Nacional Sociologia e Política – repensando desigualdades em novos contextos. Anais do Evento 2011, Curitiba, 2011, v. 11, p. 1-21.

MARTINS, Rodrigo Constante . De bem comum a ouro azul: a crença na gestãoracional da água. Contemporânea – Revista de Sociologia da UFSCar, v. 2, p. 465-488, 2012.

MARTINS, Rodrigo Constante; GAMEIRO, Mariana Bombo Perozzi. Crer ou saber? Os fenômenos da confiança e da perícia nas políticas públicas do novo rural. In: 36o Encontro Anual da ANPOCS, 2012, Águas de Lindóia. Anais do 36o Encontro Anual da ANPOCS. São Paulo: ANPOCS, 2012. v. 1.

MARTINS, Rodrigo Constante; LIMA, Márcio Junior Teixeira de. Recrutamento e discursos na tecnocracia da água. Conferência Waterlat, São Paulo, 2010, v. 1, p. 1-14

MARTINS, Rodrigo Constante. Descrição e prescrição no desenvolvimento rural: o território como espaço social reificado . Ruris (Campinas), v. 3, p. 71-101, 2009

MARTINS, Rodrigo Constante. Sociologia da governança francesa das águas. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 23, p. 83-100, 2008

MARTINS, Rodrigo Constante. A nominação econômica do desenvolvimento rural sustentável: notas para uma agenda de investigação sociológica. REDD – Revista Espaço de Diálogo e Desconexão, v. 1, p. 1-6, 2008

MARTINS, Rodrigo Constante. Utilitarismo, política e cultura na agenda das águas. Interações (Campo Grande), v. 8, p. 203-211, 2007.

MARTINS, Rodrigo Constante. Ruralidade e governança ambiental no estado de São Paulo. Estudos Sociedade e Agricultura (UFRJ), v. 15, p. 233-267, 2007.

MARTINS, Rodrigo Constante. O agrário e o ambiental na gestão de águas. Raizes. Revista de Ciências Sociais e Econômicas, v. 26, p. 35-45, 2007.

MARTINS, Rodrigo Constante. Representações sociais, instituições e conflitos na gestão de águas em territórios rurais. Sociologias (UFRGS), Porto Alegre, v. 15, p. 288-325, 2006.

MARTINS, Rodrigo Constante. Governança e Democracia na Gestão Sócio-Ambiental de Áreas Rurais. Teoria & Pesquisa, São Carlos-S P, v. 44-45, p. 205-249, 2004.MARTINS, Rodrigo Constante. Patrimônio Ambiental Brasileiro. Teoria & Pesquisa, São Carlos-SP, v. 44-45, p. 301-307, 2004.

MARTINS, Rodrigo Constante. Ruralidade e regulação ambiental: notas para um debate político-institucional. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília-DF, v. 43, n. 2, p. 249-266, 2005.

MARTINS, Rodrigo Constante. Política e sociedade na governança territorial: o caso das áreas rurais paulistas. Raizes. Revista de Ciências Sociais e Econômicas, v. 24, p. 70-82, 2005.

MARTINS, Rodrigo Constante. Modernização e relações de trabalho na agricultura brasileira. Agrária (São Paulo), v. 4, p. 165-186, 2006.

MARTINS, Rodrigo Constante. Modernidade e temporalidades no trabalho agrícola. Teoria & Pesquisa, v. 49, p. 65-87, 2006.

MARTINS, Rodrigo Constante. La scientifisation de la politique dans la gestion de l’eau au Brésil. Autrepart: Revue des Sciences Sociales au Sud, v. 65, p. 85-105, 2013.

MARTINS, Rodrigo Constante . A construção social da economia política da água. Sociologia (Lisboa), v. 2013, p. 111-130, 2013.

MARTINS, Rodrigo Constante . O estatuto da questão agrária na governança socioambiental. Estudos Sociedade e Agricultura (UFRRJ), v. 21, p. 270-288, 2013.

MARTINS, Rodrigo Constante; CAMPREGHER, Raiza ; ARBAROTTI, Alexsandro Elias. A representação da agricultura na governança paulista das águas. In: 7º Encontro Nacional da ANPPAS, 2015, Brasília/DF. Anais do 7º Encontro Nacional da ANPPAS, 2015.

MARTINS, Rodrigo Constante. The influence of Ulrich Beck’s work on social-environmental studies in Brazil. Theory, Culture & Society, v. 32, p. 342-345, 2015.

MARTINS, Rodrigo Constante. Fronteiras entre desigualdade e diferença na governança das águas. Ambiente & Sociedade, v. 18, p. 211-228, 2015.

MARTINS, Rodrigo Constante. A classificação disciplinar no mercado dos enunciados ambientais. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 30, p. 97-113, 2015.

POKER, José Geraldo A.B; ARBAROTTI, Alexsandro Elias. Movimentos Sociais: O Que Há de Novo? In: Mirian Cláudia Lourenção Simonetti. (Org.). Territórios, Movimentos Sociais e Políticas de Reforma Agrária no Brasil. 1ed.São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, v. 1, p. 15-44.

POQUIVIQUI, A. Racismo Ambiental: Uma análise da Construção da Usina Hidrelétrica UHE Castanheira em Juara/MT Brasil. In: X Jornadas Interdisciplinares De Estudios Agrarios Y Agroindustriales, 2017, Buenos Aires. X Jornadas Interdisciplinares De Estudios Agrarios Y Agroindustriales, 2017.

POQUIVIQUI, A.; LIMA, A. M.; BARBOSA, A. P.; VIOLADA, W. M. G. Catadores de Materiais Recicláveis: Realidade e Possibilidades de Inclusão Socioprodutiva em Juara/MT, Brasil. In: XIII Seminário Internacional PROCOAS, 2017, São Paulo. XIII Seminário Internacional PROCOAS 2017.

REIS, Tainá. Território e novas arenas de poder no rural paulista: um estudo de caso. Anais do I Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente. São Carlos, 2011;

REIS, Tainá. Produção sucroalcooleira e desenvolvimento rural. In: III Encontro Internacional de Ciências Sociais, 2012. Pelotas. Anais III Encontro Internacional de Ciências Sociais. Pelotas, 2012.

REIS, Tainá. Entre a Usina e a enxada: implicações do arrendamento fundiário canavieiro no interior paulista. In: XV Encontro de Ciências Sociais Norte Nordeste. Pré-Alas, 2012, Teresina. Anais XV Encontro de Ciências Sociais Norte Nordeste. Pré-Alas. Teresina, 2012.

REIS, Tainá. Mar de cana: arrendamento fundiário, memória e identidade social. In: VI Encontro da Rede de Estudos Rurais, 2014, Campinas. Anais IV Encontro da Rede de Estudos Rurais, 2014.

REIS. Tainá. “A gente não sabe onde está nossa terra”: propriedade jurídica e propriedade econômica da terra no interior paulista.In: XVII Congresso da SBS, 2015, Porto Alegre. Anais XVII Congresso da SBS, 2015.

REIS, Tainá. Corte de cana: trabalho, gênero e adoecimento. In: 4º Seminário Internacional o Mundo dos Trabalhadores e seus Arquivos, 2016, São Paulo. Coleção Arquivos, Memória, Verdade, Justiça e Reparação, v.2, 2016.

SABADIN, Ana Carina. As entrevistas semiestruturadas na pesquisa de campo: algumas considerações sobre o corte da cana-de-açúcar no noroeste paulista. In: Áskesis, v. 3,n. 2,Julho/Dezembro, 2014. p. 67 – 74.

SABADIN, Ana Carina. O trabalho (des)especializado nos canaviais paulistas: algumas considerações sobre a persistência do corte manual. In: III Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente, 2015, São Carlos/SP. Anais do III Seminário Internacional Ruralidades, Trabalho e Meio Ambiente, p. 171-182, 2015.

SILVA, Maria Aparecida de Moraes ; MARTINS, Rodrigo Constante ; OCADA, Fábio ; GODOI, Stela ; MELO, Beatriz ; VETORACCI, Andrea ; BUENO, Juliana ; RIBEIRO, Jadir. Do karoshi no Japão, à birôla no Brasil: as faces do trabalho no capitalismo mundializado. Revista NERA (UNESP), UNESP Presidente Prudente-SP, v. 8, p. 74-108, 2006.

SILVA, Maria Aparecida de Moraes ; MARTINS, Rodrigo Constante. A degradação social do trabalho e da natureza no contexto da monocultura canavieira paulista. Sociologias (UFRGS), v. 12, p. 196-240, 2010.